15991263468
(15) 3212-8000
Youtube
Notícias
O que você precisa levar em conta na hora de contratar um seguro para carro usado?

O que você precisa levar em conta na hora de contratar um seguro mais barato para carro usado? Veja a seguir a reportagem realizada pelo canal Auto Motor Vrum a Carlos Valle, vice-presidente da Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados (Fenacor): Tudo está relacionado aos riscos que o condutor vai correr. Pesquisar é essencial, mas existem outras maneiras de fazer pesar menos no bolso. E aqui vai uma dica: evite economizar demais na hora de assinar o contrato, pois o barato pode sair caro na hora do sinistro. “Hoje o seguro é o único meio, é o único instrumento capaz de compensar qualquer perda, seja por roubo, seja por acidente. Enfim, é importante que a gente tenha consciência de que o seguro é este único instrumento.” (Carlos Valle)

O primeiro passo para se contratar o seguro automóvel é procurar por um corretor de seguros. O profissional vai poder fazer várias cotações, com base no perfil do motorista. “Quando a gente vai contratar um seguro, é importante considerar e contar todas as nossas necessidades e o nosso perfil. É importante que você veja o modelo do carro, o ano de fabricação, o valor, para que uso ele está empregado (se você vai usar ele viajando, não viajando). Em fim, para usos diferentes, preços diferentes.” (Carlos Valle)

Também é importante que a cobertura tenha um valor estimado para terceiros.

“Muita gente opta por pagar menos e querer economizar de toda forma, que é natural (o dinheiro hoje custa caro…). Por conta de 15 litros de gasolina – se você comparar dessa forma – você vai ter uma cobertura mais ampla. Você não sabe quem vai bater, hoje qualquer um que está na rua corre o risco de bater ou sofrer uma colisão.”

O seguro automóvel é utilizado em caso de sinistro, ou seja, quanto há algum tipo de colisão, incêndio, o seu veículo é roubado ou furtado. Em caso de perda total, os valores da indenização podem variar. “A legislação permite que, para o caso de perda total, você aplique o percentual em cima da tabela FIPE, que é a tabela que rege o valor de indenização dos veículos.”

22/12/2017 / FONTE: Compare em casa | Marcia Eboli

Av. Dr. Afonso Vergueiro, 1809 – Centro – Sorocaba – SP
Copyright © Todos direitos reservados a Bittar Administradora e Corretora de Seguros